[RESENHA LITERAL] "O Juramento de Dragon" de P.C Cast & Kristin Cast

Olá garotos(as) literais *-* Depois de algum tempo sem postar resenhas, eu e a Lizzy resolvemos retomar o blog de vez ! Então, fiquem sempre ligados, vai sempre ter coisa nova por aqui! Agora... vamos à resenha!


Título: O Juramento de Dragon
Livro: Único, 1º da série "Spin Off" de House Of Night
Autoras: P.C Cast & Kristin Cast
Páginas: 160
Editora: Novo Século
Sinopse: "O misterioso passado de Dragon é revelado neste primeiro livro de uma nova série das premiadas autoras best-seller do New York Times e do USA Today. Nos primeiros anos do século XX, bem antes de se tornar professor na Morada da Noite de Tulsa, Bryan Lankford é um adolescente humano cheio de si, seguro de que pode sair bem de qualquer situação… Até que seu pai, cansado do filho problemático, decide expulsá-lo para a América. Quando Bryan é marcado por um vampiro nas docas, é dada a ele uma escolha que mudará seu destino: seguir em um navio sombrio para o continente americano ou permanecer na Morada da Noite de Londres."


(3,5)

     O livro começa com uma discussão que Bryan Lankford (Dragon L.) com seu pai, o Conde Lankford, decide renegá-lo para a América, por conta do mau comportamento que Bryan teve até aquele momento, se metendo em brigas, problemas e em situações que eram mal vistas pela sociedade da época (Século XX, por volta de 1830, Inglaterra).
Para não soltar spoilers porque todo o livro é uma explicação pra todas as coisas que nos dias atuais (ou vendo daquela época "futuramente") foram feitas, portanto contar o que acontece daí em diante perderia toda e qualquer graça do livro.
     Uma coisa que sempre me incomodou na escrita da P.C Cast & Kristin Cast, ou até na da P.C Cast mesmo, não sei quem escreve diálogos nesse caso, mas mesmo nos livros da P.C (da série Goddess, lançada no Brasil pela Novo Século), tive o mesmo problema: Diálogo.
Tá certo que por mais que seja uma história, muitas coisas não faríamos ou diríamos, entretanto todas as coisas tem que ter um contexto ou uma pitada de "realmente, eu falaria isso" e no caso do diálogo isso é fundamental. 
     O ponto que estou tentando chegar é que tanto na série House Of Night quanto na série Goddess o diálogo é meio estranho, porque as pessoas dizem frases que eu até rio de tão estranhas que são. As vezes elas são formais demais pra situação ou forçadas demais. Não é um diálogo (ou falas que os protagonistas falam pra si próprios) que nós lemos e realmente achamos de acordo com a situação, por isso chega a ser cômico e meio errado.
Fora esse aspecto, encontrei alguns erros durante a leitura, um de digitação, dois de gramática e um em especial que me deixou chocada. A tradução da famosa frase da série House Of Night: "Merry meet, merry part and Merry meet outra vez!", que ficou algo como "Bom vê-la, bom partir e bom vê-la de novo", tipo, como assim!? Sinceramente não sei porque cargas d'água a Novo Século fez isso.
     Uma última coisa que me incomodou foi a grossura de cada página, muitas vezes no começo do livro fiquei pensando se não estavam duas páginas grudadas enquanto eu ia passando as páginas e perdi um bom tempo vendo se não estava pulando nada, não sei porque fizeram essa mudança, talvez pro livro ficar um pouco maior no final das contas...
     Apesar de ter sido só críticas até agora, a parte boa vem: O livro é muito bom! Tirando esses aspectos já citados aí em cima, o livro é fofo, cativante e super estilo House Of Night, não achei a Anastasia chata, mas pelo contrário! Muito divertida! E a química entre ela e Bryan/Dragon fica evidente, essa é uma coisa boa nos livros da P.C Cast (e da Kristin), a química entre os personagens sempre é ótima. E todas as vezes que algum casal está junto ficamos falando "Owwwwwn"! O final é feliz, mas ao mesmo tempo triste (tá legal, é confuso mesmo, mas aposto que quando voces lerem terão a mesma sensação). E também acabei lendo Destinada, mas como não tinha lido esse livro antes, não fiquei tão triste com uma coisa que aconteceu com Bryan/Dragon em Destinada (pra não soltar spoiler!), mas lendo "O Juramento de Dragon" me segurei pra não chorar pelo ele.

Nenhum comentário:

Postar um comentário